Geógrafo baiano assume como coordenador nacional da CCEEAGRI

Geógrafo baiano assume como coordenador nacional da CCEEAGRI
Anderson Gomes de Oliveira foi eleito para assumir a coordenação nacional no último mês de fevereiro Crea-BA

Pela primeira vez na história, a Coordenadoria de Câmaras Especializadas de Engenharia de Agrimensura (CCEEAGRI) dos CREAS (Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia) tem à frente um profissional da área de Geografia. Trata-se do geógrafo Anderson Gomes de Oliveira, que foi eleito para assumir a coordenação nacional no último mês de fevereiro, no lugar do engenheiro cartógrafo Pedro Luís Faggion. Ele deve permanecer no cargo pelo período de um ano. Até 2022, apenas engenheiros agrimensores haviam ocupado a função.

“A presença de um geógrafo como coordenador nacional de câmaras especializadas representa um marco histórico e reforça o reconhecimento da importância da Geografia dentro do contexto profissional das engenharias. Isso contribui para fortalecer a imagem da profissão e estimular novas gerações de geógrafos a se engajarem e contribuírem ativamente para o Sistema Confea/Crea”, diz Anderson. “A alternância de distintos profissionais na coordenação é importante, pois possibilita agregar diferentes perspectivas e conhecimentos nos debates realizados. Isto contribui para uma atuação mais eficiente e alinhada com as demandas contemporâneas da sociedade e do ambiente profissional”.

Nascido em Ichu, o geógrafo tem 46 anos de idade e é formado pela Universidade Católica de Salvador (UCSAL), com mestrado em Geografia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutorado em Geografia pela Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, e pós-doutorado em Planejamento Regional e Urbano pela Universidade Salvador (UNIFACS). Atualmente, também atua como coordenador de Recursos Naturais e Ambientais na Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), é professor colaborador do Programa Pós-graduação em Planejamento Territorial - Mestrado Profissional da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e professor permanente do Programa de Pós-graduação em Planejamento Regional e Urbano da Universidade Salvador (UNIFACS). Também é coordenador da Câmara Especializada de Engenharia de Agrimensura (CEAGRI) do Crea-BA. 

Anderson iniciou sua trajetória no Sistema Confea/Crea em janeiro de 2022, como conselheiro suplente da CEAGRI pela Associação dos Profissionais Geógrafos da Bahia (APROGEO-BA). Com o pedido de afastamento da então conselheira titular, geógrafa Aline Correia (antiga vice-presidente do Crea-BA), assumiu a titularidade em 2022. Em fevereiro de 2023, foi eleito coordenador regional da CEAGRI-BA. Como representante da mesma, começou sua participação nas reuniões da CCEEAGRI, construindo sua candidatura ao longo de 2023, com apoio da maioria dos colegas conselheiros. 

“Estamos com um plano de trabalho extenso na CCEEAGRI. Durante as reuniões que ocorrerão ao longo de 2024, iremos discutir assuntos sensíveis para a nossa modalidade, a exemplo de atividades sombreadas com outras modalidades do Sistema. Outros temas também serão debatidos, como a atualização do manual de fiscalização, a tabela TOS, o Georreferenciamento de Imóveis Rurais e Urbanos, ART múltipla e uma proposta de atualização da DN 116. Especificamente para a Geografia, iremos discutir a atualização das DCNs do Bacharelado na área. Esta é considerada fundamental para garantir uma educação superior que esteja à altura dos desafios contemporâneos e futuros”, afirma. 

Segundo o novo coordenador nacional da CCEEAGRI, a atualização das DCNs deve ser um processo contínuo e participativo, envolvendo tanto acadêmicos quanto profissionais com o objetivo de garantir que a formação em Geografia permaneça relevante, inovadora e comprometida com a sustentabilidade e o bem-estar social. “É uma medida essencial para assegurar que a formação acadêmica esteja alinhada às necessidades contemporâneas do mercado de trabalho, bem como às demandas sociais, ambientais e tecnológicas emergentes. A importância dessa atualização radica em diversos aspectos cruciais para a formação de profissionais capacitados e responsivos às dinâmicas atuais e futuras do campo da Geografia e áreas correlatas”.

A expectativa de Anderson também é grande em relação à Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), programada para acontecer em Salvador, entre os dias 7 e 10 de outubro, sob o tema “Educação, Tecnologia e Inovação para um Futuro Sustentável”. O geógrafos foi escolhido para representar todas as coordenadorias nacionais na Comissão Organizadora Nacional da Soea (Consoea), onde o presidente do Crea-BA, o engenheiro agrimensor Joseval Carqueija, é coordenador adjunto. A Soea é um dos mais importantes eventos para os profissionais da área, tido como oportunidade para atualização técnica, troca de experiências, debates sobre os rumos das profissões, ampliação de rede de contatos e formação de parcerias estratégicas. 

“A Soea é vista como uma plataforma para discussão de políticas públicas relacionadas à Engenharia, Agronomia e Geociências. Espera-se que o evento contribua para a formulação de propostas que possam influenciar positivamente o desenvolvimento sustentável, a infraestrutura, a segurança alimentar e outras questões críticas para a sociedade. Uma das principais expectativas é que a Semana ofereça uma ampla gama de palestras, workshops e cursos que abordem as mais recentes inovações tecnológicas, metodologias e práticas nas três áreas de atuação”, declara.

Por Camila Fiuza 
CREA-BA