PF investiga desvio de R$ 36 milhões de fundo partidário na eleição de 2022

PF investiga desvio de R$ 36 milhões de fundo partidário na eleição de 2022
Foto: Divulgação / PF

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão e prisão contra dirigentes do Pros, partido que foi incorporado ao Solidariedade, nesta quarta-feira (12). A operação avança em uma investigação sobre desvios e R$ 36 milhões dos fundos partidário e eleitoral nas eleições de 2022.

O principal investigado seria o atual presidente do Solidariedade, Eurípedes Júnior. A ação foi batizada de Fundo do Poço e já prendeu seis pessoas.

Além disso, há bloqueio e indisponibilidade de R$ 36 milhões e sequestro judicial de 33 imóveis, de acordo com a PF, deferidos pela Justiça Eleitoral do DF.

A PF informou que teve indícios da existência de uma organização criminosa “estruturalmente ordenada” com a análise de Relatórios de Inteligência Financeira e da prestações de contas de supostos candidatos.

O grupo desviava recursos do Fundo Partidário e Eleitoral e se apropriava deles, “utilizando-se de candidaturas laranjas ao redor do país, de superfaturamento de serviços de consultoria jurídica e desvio de recursos partidários destinados à Fundação de Ordem Social (FOS) – fundação do partido”.

Por Bahia Notícias